O total em vendas em shopping centers registrou um aumento de 32,3% nos últimos cinco anos. Em 2012, o valor arrecadado no país foi de R$ 119,4 bilhões, saltando para R$ 158 bilhões no ano passado. De 2015 para 2016, o crescimento foi de 4,3%. O número de empregos gerados no setor também aumentou 26,3% desde 2012: de 804,6 mil para um milhão de vagas. Os dados constam no último relatório da Abrasce (Associação Brasileira de Shopping Centers), em parceria com a consultoria imobiliária Cushman & Wakefield.

Segundo estimativas do relatório, 40% do mix do faturamento dos shoppings vêm de vestuário e calçados. Em relação à faixa etária, pessoas entre 25 e 34 anos são as que mais consomem (34%). E quanto à renda, 79% das compras são realizadas pelas classes B e C. “A crise econômica afetou o desempenho das vendas no varejo, porém o setor é um dos poucos que se mantêm em crescimento no país”, afirma Manuel Puig, partner da Cushman & Wakefield para Varejo.

“O setor de shopping centers segue resiliente perante a crise e esperamos que curva permaneça crescente. Nossa previsão é de que os malls registrem um aumento de 7% no faturamento até o final do ano”, finaliza o presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers, Glauco Humai.

Evolução em vendas (em bilhões de reais):
2012: R$119,4
2013: R$129,2
2014: R$142,3
2015: R$151,5
2016: R$158,0