O volume de investimentos imobiliários globais deve apresentar neste ano crescimento de aproximadamente 4%. A conclusão está no recente levantamento Atlas Outlook da Cushman & Wakefield. A pesquisa destaca que os Estados Unidos continuam sendo, de longe, o maior investidor global, respondendo por quase 20% das negociações. Hong Kong ficou em segundo lugar, seguido por Canadá, Cingapura e China. No Brasil, o cenário imobiliário apresenta-se em compasso de espera, devido aos problemas econômicos e políticos, segundo o estudo.500x316