O mercado corporativo de alto padrão de São Paulo nas regiões CBD registrou queda na taxa de vacância (29,3% em dezembro de 2016 para 24,1% em dezembro de 2017), em grande parte impulsionada pela absorção líquida positiva de 192,5 mil m² durante o ano.

As empresas se mantêm cautelosas no que diz respeito a novas entregas e continuam a adiar os projetos, aguardando que o mercado se estabilize ainda mais. Isso culminou com o menor nível de entregas desde 2006 (55,5 mil m² em 2017) .

Mesmo com a queda na vacância e com a absorção positiva, o preço médio pedido para locação não sofreu grande alteração na comparação anual, fechando o ano em R$ 96,2, contra R$ 95,9 em dezembro de 2016.

Mercado corporativo de alto padrão de São Paulo – taxa de vacância
Mês – Taxa de vacância
Dezembro/16 – 29,3%
Janeiro/17 – 28,8%
Fevereiro/17 – 26,8%
Março/17 – 26,8%
Abril/17 – 26,6%
Maio/17 – 26,6%
Junho/17 – 26,6%
Julho/17 – 26%
Agosto/17 – 25,2%
Setembro/17 – 24,3%
Outubro/17 – 23,5%
Novembro/17 – 23,6%
Dezembro/17 – 24,1%