Entrega de novo estoque pressiona taxa de vacância do mercado corporativo de alto padrão de São Paulo

Apesar da absorção líquida positiva de cerca de 21 mil m² em agosto, a taxa de vacância no mercado corporativo Classe A e A+ de São Paulo registrou alta de 0,35 p.p. em relação a julho, fechando o mês em 23,3%. Isso ocorreu devido à entrega do empreendimento Parque da Cidade Corporate – Jequitibá, com aproximadamente 42 mil m², na região da Chucri Zaidan. “São Paulo deve receber pelo menos mais dois novos edifícios até o final do ano, totalizando 33 mil m², na Faria Lima e na Marginal Pinheiros”, afirma Jadson Mendes Andrade, Head de Pesquisa e Inteligência de Mercado para América do Sul. O preço médio pedido para locação por metro quadrado ao mês registrou ligeira queda mensal e ficou cotado em R$ 90,90 em agosto.

Mercado Corporativo

No Rio de Janeiro, o mercado de escritórios de alto padrão encerrou agosto com uma taxa de vacância de 39,12%, um aumento mensal marginal de 0,04 p.p. O alto volume de espaços disponíveis na cidade vem pressionando os preços médios pedidos. Em comparação a julho, os valores de locação caíram 1,3%, atingindo R$ 103,21 por m² ao mês. “O mercado do Rio de Janeiro continua lento, com algumas movimentações na região do Centro e Porto, mas esperamos uma melhora do cenário após as eleições”, afirma Andrade.

Mercado Corporativo