O mais recente estudo global Occupier Edge Spring 2016 da Cushman & Wakefield detalha o avanço da economia compartilhada e as reviravoltas que ela vem gerando no mercado. No setor imobiliário, o levantamento mostra que o Coworking é uma tendência que se espalha pelo mundo, inclusive no Brasil, e que se tornou uma alternativa de negócio a ser explorada pelos incorporadores.

shutterstock_350013848

A economia compartilhada, segundo o estudo, também aparece nos setores de hospitalidade, entretenimento e automotivo, entre outros, exigindo novas estratégias e parcerias. A General Motors, por exemplo, anunciou um investimento de U$ 500 milhões no Lyft (aplicativo de serviços de táxi). O objetivo é deixar de ser apenas uma fabricante de automóveis para se tornar uma prestadora de mobilidade.

Diante desse novo cenário o mercado, sobretudo o imobiliário, terá de se adaptar às novas necessidades do cliente. Para a pesquisa completa, clique aqui