Certificação LEED – O que é e como funciona?

A certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design) tem o intuito de promover as melhores práticas na construção, fomentando práticas sustentáveis e que viabilizem essa ideia para a indústria.

Criada pela United States Green Building Council, a certificação LEED é considerada o selo sustentável de maior reconhecimento internacional e o mais utilizado em todo o mundo. No Brasil, a USGBC é representada pela Green Building Council Brasil, que divulga a certificação americana por aqui.

Se antes a construção sustentável era considerada uma tendência, hoje é tratada como um diferencial competitivo que garante destaque no mercado. Segundo um estudo da GBC Brasil, o país está na quarta posição do ranking que elege os países com mais empreendimentos verdes certificados no mundo, ficando atrás apenas do Canadá, China e Índia. 

 

Os benefícios da certificação LEED

Um empreendimento com certificado LEED é garantia de um projeto de alta performance, sustentável e com reconhecimento internacional. Para proprietários há ganhos de competitividade, afastando o risco de obsolescência em comparação com empreendimentos não certificados. Há maior velocidade de ocupação, menores custos operacionais. Isso se traduz em valorização da propriedade acima do valor médio de mercado. Do ponto de vista dos ocupantes, um empreendimento com certificação LEED representa mais conscientização, segurança e saúde dos trabalhadores e ocupantes.

 

Os tipos de certificação LEED

As pontuações e pré-requisitos para a certificação LEED variam de acordo com o tipo de empreendimento. Atualmente, existem oito selos diferentes no Brasil:

LEED NC: para novas construções ou grandes projetos de renovação. Nesta categoria, a certificação é realizada considerando o terreno e a edificação como um todo. Geralmente são prédios de utilização de uma única empresa ou entidade como: corporações, universidades, escolas, hospitais, etc. 

LEED ND: para projetos de desenvolvimento de bairro. Nesta categoria, a certificação é realizada para a parte urbanística de um condomínio, de um bairro ou de uma quadra residencial ou comercial.

LEED CS: para projetos na envoltória e parte central do edifício. Para prédios de múltiplos usuários, realizada para o terreno e para as áreas comuns da edificação, onde o empreendedor não tem responsabilidade sobre o projeto das áreas internas de cada unidade. Geralmente são prédios de uso coletivo para venda ou locação.

LEED Retail NC e CI:  para lojas de varejo;

LEED Healthcare: para unidades de saúde;

LEED EB_OM: para projetos de manutenção de edifícios já existentes. Nesta categoria, a certificação é realizada com base no desempenho de operação e na melhoria desta em edificações existentes,

LEED Schools: para escolas;

LEED CI: para projetos de interior ou edifícios comerciais. Para interiores de edificações comerciais, realizada somente para os inquilinos de áreas de escritórios em melhorias de instalações existentes ou novas edificações.

Para conquistar a certificação LEED, o projeto precisa passar por um sistema de notas com diferentes critérios para certificar a sustentabilidade e a redução do impacto ambiental da construção comprovando que foram adotadas práticas sustentáveis. Esses critérios são divididos em 8 grupos que reúnem diferentes pontos técnicos e sociais que devem ser levados em conta na avaliação:

A avaliação da certificação LEED é realizada por meio de pré-requisitos e créditos que devem ser atendidas nas categorias: 

  • Processo Integrado
  • Localização e Transporte
  • Sustentabilidade do Espaço, 
  • Racionalização do Uso da Água, 
  • Eficiência Energética, 
  • Qualidade do Ambiente Interno, 
  • Materiais e Recursos, 
  • Inovação e Processos de Projeto;
  • Créditos Regionais.

Os pré-requisitos são condições mínimas que devem ser atendidas, para que o projeto tenha direito a acumulação de pontos para certificação, caso não sejam atendidos o projeto não poderá ser certificado. Os créditos valem pontos que variam de acordo com a categoria a ser atendida, a partir de um número mínimo de pontos a construção poderá ser certificada, podendo ser: 

  • Certificated (40 a 49 pontos)
  • Silver (50 a 59 pontos)
  • Gold (60 a 79 pontos)
  • Platinum (80 pontos ou mais)

Certificação Leed

 

Como funciona o processo de certificação

Para iniciar o processo de certificação LEED do empreendimento, deve-se submeter o projeto para registro no USGBC.

Após o registro, a etapa de análise se dará pela apresentação de 3 tipos de documentos:

Declaração padronizada LEED assinada pelo projetista ou responsáveis técnicos;
Plantas e memoriais descritivos de projetos e sistemas;
Cálculos.

Todos são, então, enviados ao USGBC. Cada crédito e pré-requisito serão analisados, com suas devidas documentações e registros comprobatórios.
A certificação, última etapa tem prazo variável de acordo com o tipo do empreendimento e tamanho da obra (demora em média, cerca de 40 dias).