Blockchain no mercado imobiliário já é realidade

 

O que é?

A blockchain, na tradução literal “corrente de blocos”, é uma tecnologia de registro distribuído que teve sua primeira utilização como base de funcionamento das criptomoedas, há cerca de dez anos. Trata-se de um banco de dados que armazena os registros de transações de forma permanente, criptografada e tem a vantagem de ser a prova de violação. Essas bases de dados criam um índice global e são compartilhadas, públicas – ou seja, qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, pode acessar esses registros.

 

Blockchain no mercado imobiliário

No mercado imobiliário, já vem sendo utilizada, ainda de forma discreta, mas as expectativas são de que a tecnologia esteja cada vez mais presente daqui para frente nas transações imobiliárias, no Brasil e no mundo.

A MIPIM PropTech 2018, conferência de tecnologia voltada para o mercado imobiliário, realizada em Paris no último mês de junho, deu destaque à blockchain. Lá foi possível acompanhar uma demonstração do que seria uma transação imobiliária por meio dessa tecnologia, destacando a segurança nas negociações, a eliminação de intermediários e a rapidez do processo, entre outros aspectos, em relação a uma negociação tradicional.

A blockchain para transações imobiliárias destaca-se pela confiabilidade das informações disponíveis. Por ser ágil e segura, permite, por exemplo, o acesso de pequenos investidores a esse mercado em função da universalização de acesso, redução de burocracia e de custos, entre outros motivos.

 

Blockchain

 

Outras aplicações da blockchain

O Bitcoin, por exemplo, é uma delas. Você compra, vende ou transfere bitcoins, que são ativos digitais, sem intermediários e com a segurança da blockchain. Todos os setores que envolvem transações, registros e contratos podem fazer uso dessa plataforma: registros médicos, pessoais, de crédito, patentes, transações bancárias e muito, muito mais.

 

Tecnologia do futuro

O mercado imobiliário vem descobrindo o poder dessa ferramenta e o quanto ela torna as transações imobiliárias mais transparentes e seguras. Apesar de mais prática e rápida, ela não elimina a necessidade e a importância das empresas especializadas para avaliar quais as melhores opções de investimentos imobiliários aos clientes e também quais os melhores ativos de acordo com os seus perfis. A blockchain e todos os setores estratégicos que compõem esse mercado crescerão e se expandirão na mesma proporção.